[INFOGRÁFICO] A Transformação Digital e o uso de Software Defined Storage

[INFOGRÁFICO] A Transformação Digital e o uso de Software Defined Storage

Compartilhe:
Aplicativos da nova geração – mobile, sociais, Big Data e Analytics – exigem soluções de armazenamento definidas por software que ofereçam capacidade flexível e que possam transformar a economia de dados, para oferecer maior valor comercial a custos consideravelmente mais baixos.
  • 78% dos CFOs relatam que a pressão continua sendo alta para controlar os custos e aumentar a eficiência dentro das empresas.
  • Apenas 1 em cada 5 clientes possuem infraestruturas de TI altamente eficientes. A maioria ainda está investindo valores altos para armazenamento.
  • As empresas estão apostando alto na Transformação Digital: o crescimento estimado é de US$ 2,1 trilhões no mundo todo em tecnologias de transformação digital até 2019.

  Definindo o Software Defined Storage  

O SDS é um conjunto de recursos de software que gerenciam dados de forma automática, tanto localmente como globalmente, proporcionando uma velocidade revolucionária no acesso aos dados, uma administração mais fácil e capacidade de dimensionar a infraestrutura de tecnologia com rapidez e economia.

  Por que SDS?  

O SDS é essencial para implantar uma nuvem híbrida para medição do consumo sob demanda de recursos da nuvem privada ou pública. As empresas geralmente têm um nível de aceitação positivo em relação ao SDS: 61% das empresas que implantaram o SDS perceberam benefícios tangíveis.

  Principais benefícios  

  • 64,5% Redução dos custos de Capex
  • Redução de 59,1% nos custos de Opex
  • 46,8% menos tempo de provisionamento
  • 41,9% de facilidade de gerenciamento
  • 27,4% sem bloqueio de fornecedores

 

Clique aqui para acessar o PDF do Infográfico.

 

O IBM Software Defined Storage aborda o crescimento de dados ao reduzir seus custos de armazenamento em até 90%, ao mesmo tempo em que oferece confiabilidade de classe mundial, sociabilidade e disponibilidade para dados de computação em nuvem, Big Data, Analytics e dados de computação técnica.

Fontes: IDC, Forrester e IBM.