SDS – O armazenamento definido por software

SDS – O armazenamento definido por software

Compartilhe:

Recentemente escrevi um texto falando sobre hiperconvergência, agora, vou abordar outro tema que também vem transformando a TI tradicional, o armazenamento definido por software.

Mas antes de entrar no tema central, que tal um pouco de “futurologia” ?!?!

– Até 2019, 50% dos produtos de matrizes de armazenamento existentes também estarão disponíveis como versões “apenas software”, com um aumento de 15% em relação ao número atual.

– Até 2019, aproximadamente 30% da capacidade da matriz de armazenamento global instalada em data centers empresariais será implantada com SDS ou arquiteturas de sistemas integrados hiperconvergentes baseados em sistemas de hardware x86, com uma redução de 5% em relação ao número atual.

– Até 2020, 70% das funções de fornecimento e gestão do armazenamento serão integradas à plataforma de infraestrutura, com um aumento de 10% em relação ao número atual.

– De acordo com resultados obtidos em uma pesquisa atual (Dez/15), 48% dos líderes de armazenamento estão investigando ou conduzindo ativamente soluções SDS.

O que é o armazenamento definido por software, SDS?

O armazenamento definido por software (SDS, na sigla em inglês) oferece benefícios potenciais para os que buscam aumentar a flexibilidade de solução de armazenamento e reduzir custos.

O SDS promete entregar um armazenamento moderno e serviços de dados como competências baseadas em software que podem alavancar a infraestrutura existente ou apresentar plataformas commodities para melhorar a economia do armazenamento, assim como fornecer mobilidade de dados, incluindo integração em nuvem.

 Um armazenamento definido por software pode oferecer as seguintes competências:

– Extrair competências de armazenamento dinamicamente derivadas de dispositivos físicos ou virtuais e/ou serviços – independentemente da localização ou tipo de armazenamento – a fim de oferecer maior agilidade e entregar QoS enquanto otimiza custos.

– Estar disponível para uso ou licenciamento na forma de software, e não exige aplicação ou hardware proprietário para ser comprado do mesmo vendedor. Alguns fornecedores podem empacotar o SDS como uma solução de hardware pré-integrada para uma entrega mais rápida.

– Ter um ou vários dos seguintes atributos-chave: abstração, instrumentação, programação, automação, mobilidade, gestão de políticas e orquestração.

Soluções de armazenamento definido por software podem ser agrupadas em duas categorias

 – Infraestrutura SDS cria e oferece serviços de data center para substituir ou aumentar matrizes tradicionais de armazenamento. Muitas vezes, o objetivo é melhorar gastos de capital (capex) oferecendo um sistema de armazenamento a ser implantado com um hardware de custo mais baixo e de padrão industrial.

Por exemplo, produtos de infraestrutura SDS podem permitir que empresas implantem um pacote de “armazenamento como software” em um hardware de servidor x86, convertendo-o em um sistema de armazenamento que pode ser acessado por arquivo, bloco ou protocolos de armazenamento de objetos.

– Gestão do SDS interage com sistemas de armazenamento existentes para oferecer maior agilidade de serviços de armazenamento. Produtos de gestão SDS permitem abstração, mobilidade, virtualização, SRM e otimização I/O de recursos de armazenamento. Muitas vezes, o objetivo é melhorar a despesa operacional (opex) exigindo menor esforço administrativo.

Por exemplo, produtos de gestão SDS podem permitir que empresas implantem software para gerir/virtualizar/suprir/otimizar múltiplas matrizes de armazenamento e para mover dados entre níveis de armazenamento e nuvem.

Os casos de uso de SDS, seja como infraestrutura ou gestão são vários, destaques vão para:

  • Reduções de TCO da plataforma de armazenamento por meio da escalabilidade sob demanda e exploração de recursos de hardware commodities
  • Melhora na performance por meio de otimização e agregação de armazenamento I/O
  • Melhor fornecimento e automação de recursos de armazenamento
  • Utilização robusta, gestão e ciclo de vida de matriz de armazenamento heterogênea

 Texto traduzido e adaptado de http://www.gartner.com/webinar/3239017

Projetar e implementar uma arquitetura SDS a fim possibilitar que o armazenamento seja parte de uma automação e estrutura de orquestração de data centers definidos por software (SDDC) e não uma plataforma isolada, que que permita que você dissocie software de hardware, reduza o TCO e possibilite maior mobilidade de dados, não é tarefa fácil, e nessas horas é bom contar com alguém que esteja apto e preparado para te ajudar.

A Qualität IT é um parceiro Gold IBM com alta especialização em Storage e está pronta para ajudar nossos clientes nesta jornada.