Benefícios para a infraestrutura com o uso de nós maiores e expansíveis de Hiperconvergência

Benefícios para a infraestrutura com o uso de nós maiores e expansíveis de Hiperconvergência

Compartilhe:
A maioria das implantações de Infraestrutura Hiperconvergente (HCI) começa com três ou quatro nós, que suportam cargas de trabalho relativamente básicas. No entanto, podem surgir problemas quando a organização decidir adicionar mais cargas de trabalho, principalmente as que exigem muito armazenamento.
No centro do problema está a maneira como a HCI tipicamente dimensiona os três recursos envolvidos, ou seja, computação, armazenamento e rede na mesma proporção, mesmo que esses recursos raramente precisem ser dimensionados no mesmo ritmo. Eventualmente, um ou dois deles se tornam significativamente subutilizados.
Mais eficiência no uso dos recursos de HCI é fundamental para gerar uma ampla adoção corporativa. O uso de HCI para apenas algumas cargas de trabalho e a execução de outras cargas de trabalho com uso intensivo de armazenamento em clusters de hipervisor isolados ou sistemas bare-metal, eliminam essencialmente a proposta de valor da HCI. As organizações que adotam a tecnologia devem buscar o resultado oposto, centralizando todas ou quase todas as cargas de trabalho no ambiente de HCI.
Os ambientes de HCI consistem em um cluster de servidores físicos, chamados nós. Os nós HCI são executados no mesmo hipervisor, próprio ou em uma variante comercial como o VMware vSphere. Na maioria dos casos, o principal valor de um fornecedor de HCI é a adição de software de armazenamento e hardware pré-configurado, embora a maioria dos hipervisores agora forneça seu próprio software de armazenamento.

 

  As capacidades fixas dos nós de HCI levam à expansão do cluster 

O software de armazenamento agrega o armazenamento interno dentro de cada nó HCI no cluster, para criar um pool de armazenamento virtual ou replicar dados entre vários nós HCI. O objetivo em ambos os casos é fornecer proteção contra falhas de mídia e permitir a mobilidade da máquina virtual.
Esses ambientes se expandem com a adição de nós ao cluster. Na maioria dos casos, cada nó HCI é entregue na capacidade total. Os fornecedores de HCI afirmam que os clientes querem dessa maneira, mas o motivo mais provável é que seu software não pode integrar a capacidade adicionada a um nó existente. Como resultado, os nós HCI são entregues com valores de capacidade fixa. Alguns fornecedores de HCI oferecem nós de alta e baixa capacidade, mas muito poucos têm nós que podem se expandir após a implementação.
Nós HCI de tamanho pequeno são mais comumente encontrados em clusters HCI, pois permitem que as empresas usem sua capacidade com mais eficiência. Essa abordagem geralmente leva à expansão dos nós, o que normalmente significa que uma organização precisa adicionar uma alta porcentagem de nós ao cluster para atender às demandas de capacidade, sem chegar perto dos recursos de computação disponíveis.

 

  Escale os nós de HCI e você escalará a HCI corretamente 

Em vez de implantar uma dúzia ou mais de nós pequenos, a empresa é melhor atendida com três ou quatro nós HCI de alta capacidade e alto desempenho, que têm a capacidade de adicionar CPU, capacidade de armazenamento e rede a cada nó à medida que as necessidades de recursos aumentam. A ideia é adquirir um nó minimamente configurado e expandi-lo, em vez de comprar vários nós totalmente configurados.
A implementação de menos nós com maior capacidade, que as empresas podem expandir conforme necessário, resulta em um ambiente de HCI muito mais simples de gerenciar e capaz de lidar com uma combinação maior de cargas de trabalho. Por exemplo, cargas de trabalho intensivas em armazenamento, que costumavam ser relegadas a máquinas bare-metal agora podem ser integradas ao ambiente HCI.
Os nós mais poderosos têm a capacidade de direcionar as unidades flash NVMe e a rede interna necessária para que esses drivers funcionem em todo o seu potencial. A estratégia de se usar menos nós com maior capacidade também economiza dinheiro, pois possui menos conexões de rede para serem feitas, menos recursos de CPU são desperdiçados e, finalmente, menos espaço e energia no datacenter são consumidos.
Uma infraestrutura hiperconvergente construída com nós HCI menores e mais baratos parece ser uma boa ideia, até que a contagem de nós se estenda além de cinco ou seis. Em seguida, os custos de gerenciamento de nós e rede começam a prejudicar o ROI da HCI.

 

  Conclusão 

Embora o investimento inicial para nós maiores e de maior qualidade possa ser maior, essa configuração permite se criar ambientes mais densos, que executam aplicações mais intensivas em armazenamento. No final, a estratégia de nó maior permite que uma empresa consolide a maioria de suas cargas de trabalho em um ambiente HCI, reduzindo o custo e a complexidade da rede.

 

O Grupo Qualität é formado pelas integradoras Qualität IT e O2TB, somos uma consultoria que auxilia nossos clientes a se preparar para os desafios da Transformação Digital e a obter a agilidade, rapidez e escalabilidade necessárias para melhorar a experiência dos seus clientes e oferecer melhores produtos e serviços de forma mais rápida.
Com mais de 20 anos de experiência, estamos preparados para acelerar e impulsionar os nossos clientes e a criar parcerias duradouras e agregadoras.
Tem um projeto em mente? Entre em contato conosco.