O IMPACTO DA RPA NAS ÁREAS DE CONTABILIDADE

O IMPACTO DA RPA NAS ÁREAS DE CONTABILIDADE

Compartilhe:

 

A natureza manual e repetitiva do trabalho dos contadores acabou gerando uma expressão para descrever essa função: “trituradores de números”.
Agora, grande parte dessas atividades já pode ser automatizada através do uso de robôs de software, inteligência artificial (IA) e recursos de aprendizado de máquina para lidar com tarefas repetitivas, de alto volume, que até então foram executadas por seres humanos. No caso dos contadores, a RPA liberou-os para fazer mais do que eles foram treinados para fazer: analisar os resultados financeiros e operacionais do negócio para conduzir melhores decisões estratégicas e táticas.

 

  Um novo patamar de produtividade  

De acordo com uma análise da Accenture, quase 40% do trabalho contábil será automatizado até 2020, permitindo que os contadores passem mais tempo realizando análises e planejamento contábil-fiscal e menos tempo executando tarefas transacionais.
A chegada da RPA acontece na hora certa, dada a carga de trabalho da profissão. A automação tem mudado o jogo não apenas para contadores, mas também para seus empregadores.
Os robôs podem ser programados para realizar as tarefas contábeis repetitivas normalmente executadas pelos contadores, como reconciliações de contas, lançamentos contábeis etc.  Os bots podem fazer esse trabalho mais rápido, melhor e com mais precisão do que um ser humano, pois são programados para executar as atividades de forma padronizada e sem variação.
Esses robôs podem trabalhar 24/7/365.

 

 EY - RPA - The CFO Breakfast Forum

EY - RPA - The CFO Breakfast Forum

 

 

  Benefícios reais e tangíveis  

É fácil entender por que empresas no mundo inteiro já estão adotando a RPA e os robôs de software para seus processos de negócio. De acordo com uma pesquisa de 2018 da Deloitte, mais de 1.700 profissionais de finanças e contabilidade afirmaram que o aumento da eficiência e dos controles internos através do uso da RPA são prioridade para 2019.
No entanto, os robôs de software são apenas parte das iniciativas de aumento de eficiência que vem sendo realizado nas áreas financeiras e contábeis. As empresas já usam softwares financeiros e contábeis para reconciliações de contas, correspondência de transações etc. A RPA é uma forma para automatizar as tarefas manuais e repetitivas que precisam ser realizadas nesses sistemas.
Os seres humanos ainda precisam usar o software de automação financeira e contábil para examinar os detalhes das transações e outros dados financeiros.
Ao longo do tempo, tecnologias como aprendizado de máquina e inteligência artificial aumentarão a eficiência dos robôs de software.

 

  A importância do capital humano  

Atualmente, é impossível pensar em automação sem considerar o que isso significa para a força de trabalho. De acordo com a McKinsey & Co., nos próximos 13 anos, até 70 milhões de trabalhadores nos EUA passarão por um processo de readaptação e requalificação em suas vidas profissionais.
Uma análise detalhada do Centro de Pesquisas Econômicas de Londres mostra que, no longo prazo, a automação ajuda as empresas a operar com mais eficiência e economia. O estudo do uso de robôs em 14 indústrias em 17 cenários indicou um crescimento anual da produtividade do trabalho e do PIB de 0,26% e 0,37%, respectivamente.
Para muitas empresas, esse crescimento provavelmente se traduzirá em novas contratações, em um cenário onde o capital humano estará mais bem apoiado por tecnologia, aumentando assim a eficiência e a produtividade desses profissionais
Como a maioria das soluções de tecnologia, a RPA acabará por desaparecer no processo em si, tornando-se uma parte rotineira da execução de uma tarefa de trabalho.

 

Caso você tenha interesse em conhecer outros exemplos de casos de uso da RPA, veja o do artigo ‘21 Casos de Uso para a RPA em sua empresa’ e para entender um pouco mais sobre o trabalho que fazemos com Robotic Process Automation, visite nosso site clicando aqui.